23º Congresso Brasileiro de Economia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ATORES LOCAIS NA PRODUÇÃO DE ROTAS TURISTICAS: A SOCIEDADE LOCAL COMO PROMOTORA DE DESENVOLVIMENTO

Resumo

O trabalho apresenta a experiência de um projeto de Investimento Social Privado (ISP) em uma área urbana da cidade do Rio de Janeiro, Brasil e sua contribuição para o desenvolvimento do território, por meio da implantação de uma rota turística. O projeto "Eu cuido do meu destino" foi desenvolvido em parceria com uma grande empresa de informática, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e a Federação das Indústrias Locais, por ocasião das Olimpíadas de 2016. Ele propôs a criação de uma rota turismo baseado na experiência de atores locais, adolescentes, residentes na área portuária da cidade. Dallabrida (2010) destaca a importância de ações e mobilizações em torno da sociedade local que possui um conhecimento e que, por isso, podem gerar respostas e possibilidades para o uso e ocupação do território. O desenvolvimento territorial, para Dallabrida (2016), requer a melhoria das condições de vida das pessoas da esfera local e uma mudança estrutural que pode ser causada pela sociedade. A iniciativa foi desenvolvida a partir de três escolas da cidade (público, privado e subsidiado por uma associação) com alunos do 7º e 8º ano do Ensino Fundamental. Estes, baseados em um conjunto de metodologias participativas no campo de gerenciamento de projetos e intenso trabalho que durou cinco semanas, construíram uma rota orgânica, composta por lugares que seriam reconhecidamente pontos de turismo, mas inovados por locais de interesse. Eles fazem parte de sua vida diária e contaram muito sobre como seria viver naquela região. Haesbarth (2007) considera que o território deve ser considerado a partir de três aspectos básicos da política, cultura e economia, e isso acontece através de atividades lúdicas que os estudantes participam. Este estudo, de caráter qualitativo tem como objetivos: resgatar historicamente e socialmente o território; caracterizar a população participante do projeto e o processo metodológico; e apresentar a rota turística construída pelos alunos. A região que abriga a primeira favela do Rio de Janeiro está localizada no píer onde os escravos africanos desembarcaram e foram comercializados para os agricultores e a elite local. Além disso, apresenta uma visão privilegiada de vários pontos do Rio de Janeiro e prédios antigos que contam a história do local. A população participante vive ou viaja por uma região que apresenta altos índices de desigualdade, violência e pobreza. A metodologia, um estudo de caso, consistiu em criar uma identidade e unidade do grupo coletivo, em seguida, identificar como participantes reconheceram o espaço e território eles experimentam e experiências positivas, para encontrar as lacunas necessárias para eles construir uma rota que pode ser compartilhado com pessoas quem deseja conhecer a localidade. As atividades foram organizadas por uma aplicação e integraram as ações do Passaporte Verde, uma iniciativa para o Desenvolvimento do Turismo Sustentável. Ao final do estudo, verifica-se que a ideia de territórios organizados compartilhada por Boisier (1996) apresenta especial relevância no processo de identificação de suas potencialidades uma vez que persistem o trânsito de turistas na localidade mesmo após o evento

Abstract

This work presents the experience of a Private Social Investment (ISP) project in an urban area of ​​the city of Rio de Janeiro, Brazil and its contribution to the development of the territory, through the implementation of a tourist route. The "I take care of my destiny" project was developed in partnership with a large computer company, the United Nations Environment Program and the Federation of Local Industries, on the occasion of the 2016 Olympics. He proposed the creation of a route tourism based on the experience of local actors, adolescents, living in the port area of ​​the city. Dallabrida (2010) highlights the importance of actions and mobilizations around the local society that has a knowledge and that, therefore, can generate answers and possibilities for the use and occupation of the territory. Territorial development, for Dallabrida (2016), requires the improvement of people's living conditions at the local level and a structural change that can be caused by society. The initiative was developed from three city schools (public, private and subsidized by an association) with 7th and 8th grade students. Based on a set of participative methodologies in the field of project management and intense work that lasted five weeks, they built an organic route composed of places that would be known as tourist spots but innovated by places of interest. They are part of your daily life and told a lot about what it would be like to live in that region. Haesbarth (2007) considers that the territory must be considered from three basic aspects of politics, culture and economy, and this happens through playful activities that the students participate. This qualitative study has as objectives: to rescue historically and socially the territory; characterize the project's population and the methodological process; and present the tourist route constructed by the students. The region that houses the first favela in Rio de Janeiro is located on the pier where African slaves landed and were marketed to farmers and local elites. In addition, it presents a privileged view of several points of Rio de Janeiro and old buildings that tell the history of the place. The participating population lives or travels through a region that has high levels of inequality, violence and poverty. The methodology, a case study, consisted of creating an identity and unity of the collective group, then identifying how participants recognized the space and territory they experience and positive experiences, to find the gaps necessary for them to construct a route that can be shared with people who want to know the locality. The activities were organized by an application and integrated the actions of the Green Passport, an initiative for the Development of Sustainable Tourism. At the end of the study, it is verified that the idea of ​​organized territories shared by Boisier (1996) is especially relevant in the process of identification of its potentialities since tourist transit continues in the locality even after the event

Palavras Chave

Investimento Social Privado; Atores Locais; Turismo; Participação Social

Keywords

Private Social Investment; Local Actors; Tourism; Social Participation

Referências

BOISIER, Sérgio. Em busca do esquivo desenvolvimento regional: entre a caixa preta e o projeto político. Planejamento e Políticas Públicas no. 13, jun., 1996. Disponível em:< https://www.unc.br/mestrado/mestrado_materiais/boisier,_s_em_busca_do_esquivo.pdf> Acesso em 11/04/2019.

DALLABRIDA, Valdir Roque. Governança Territorial e Desenvolvimento: as experiências de descentralização político-administrativa no Brasil como exemplos de institucionalização de novas escalas territoriais de governança. Anais do I Circuito de Debates Acadêmicos. IPEA:CODE, 2016.

______. Desenvolvimento e governança territorial: um ensaio preliminar sobre a necessidade da regulação no processo de gestão do desenvolvimento. REDES. Santa Cruz do Sul, v. 15, n. 3, p. 165-86, set./dez, 2010.

HAESBARTH, Rogério. Território e multiterritorialidade: um debate. Geographia. Ano IX, n. 17, 2007.

Área

Bloco II – Desenvolvimento - Cooperativas/ Economia Compartilhada

Autores

Hilder Alberca Velasco, ALESSANDRA DE SANT'ANNA ALESSANDRA SANNA DE SANT'ANNA, ERIKA JOHANNA VACCA LEON